Início > Consagrações > Consagrando Os Instrumentos Mágicos

Consagrando Os Instrumentos Mágicos

Deixarei postado dois rituais de consagrações. Basta a você escolher qual achar melhor.

No primeiro você vai precisar de:

*Um lugar tranqüilo;
*Um copo com água da fonte (mineral), benta ou da chuva;
*Um punhado de sal grosso (se não for água benta);
*Um ou mais cristais;
*Uma vela branca;
*Um incenso;
*Um óleo aromático;
*Um pano virgem onde ficarão os objetos a serem consagrados.

Deixe seu dia preparado para este ritual. Separe roupas limpas. As cores vão depender do objeto que você irá consagrar e das energias que pretende invocar. Em geral, é bom se consultar os horários planetários também. Prepare o lugar onde vai realizar o ritual, deixando-o limpo e arejado, acendendo incensos umas horas antes.

Depois de varrer o local com uma vassoura comum, varra-o com sua vassoura mágica que pode ser feita com um ramalhete de ervas para purificação como arruda e aroeira. Reúna o material e acalme seu corpo e sua mente. De olhos fechados, imagine que você está brilhando dentro de uma aura azul. Agora diga em voz alta:

“A Deusa que nutre e alimenta, que cria e protege, eu a chamo neste momento para que se forme o círculo mágico”.

Com sua vara mágicka/bastão ou com seu dedo indicador, trace ao seu redor um círculo. Visualize um círculo de lua azul sendo formado enquanto traça. Todos os objetos a serem consagrados devem estar diante de você sobre um pano virgem. Ajoelhe-se e pegue o óleo em suas mãos em concha.

“Em nome da Deusa e do Deus de toda a Criação, que a Luz esteja sobre este óleo. O poder da Deusa está aqui”.

Passe o óleo nas mãos e pegue a vela. Passe as mãos na vela untando-a.
“Em nome da Deusa e do Deus de toda a Criação, que a Luz esteja sobre esta vela. O poder da Deusa está aqui”.

Coloque a vela em um castiçal (pode ser um pires) e acenda-a. Pegue o incenso e acenda na vela. Passe o incenso a sua volta, dizendo:

“Em nome da Deusa e do Deus de toda a Criação, que a Luz esteja sobre o ar que me cerca. O poder da Deusa está aqui”.

Coloque o incenso no incensário. Inspire profundamente. Com as palmas das mãos voltadas para cima, diga:

“Minha Deusa, Grande Mãe, criadora e geradora de toda a vida, ouça o pedido de seu(sua) filho(a). Eu peço que derrame sua Luz sobre este(e) intrumento(s) de magia e permita que este(a) seu(sua) servo(a) trilhe o caminho da magia e do bem. Assim como o Sol reina de dia e a Lua reina de noite, que seja feita minha vontade, se esta também for a sua”.

Agora, um por um, pegue os objetos a serem consagrados e erga-os para o alto dizendo:

“Em nome da Deusa, eu te consagro, ó ………………….. para que a partir de hoje tua missão seja guiar-me nos caminhos da magia”.

Passe o objeto pela chama da vela, pela fumaça do incenso e passe sobre ele um cristal (que tenha sido devidamente limpo), enquanto diz:

“Em nome da Deusa, pelo fogo eu te purifico, pelo ar te torno leve, pela terra eu te torno firme”.

Coloque um punhado de sal grosso dentro do copo com água (a menos que seja água benta). Respingue a água três vezes.

“E pela água sagrada eu te batizo. Teu nome é……………… (se quiser, pode dar um nome mágicko ao seu objeto)”.

Guarde seu objeto em um pano com ervas e pétalas de rosa, podendo também acariciá-lo com óleo aromático antes de guardá-lo. Agradeça às entidades que participaram deste ritual e despeça-se.

“Eu, …………………, agradeço aos servos da Deusa pelo suporte e apoio. Que meu caminho mágicko seja repleto de amigos visíveis e invisíveis e a Deusa possa alegrar-se com meu crescimento e minhas boas ações. Assim seja, assim se faça”.

Fique de pé.

“E neste momento, em nome da Deusa eu desfaço esse círculo mágicko para que todas as energias mágickas retornem aos seus lares”.

Bata palmas três vezes e visualize o círculo azul se desfazendo. Apague a vela sem soprar e deixe o incenso queimar. A água deve ser jogada em água corrente (na pia, com a torneira aberta, por cima do seu ombro).

Guarde seu objeto por sete dias pelo menos, depois ele já estará preparado para ser utilizado em trabalhos mágickos.

Outro ritual para consagrar objetos mágickos:

Você vai precisar de um pires com sal (representando o elemento terra), um incenso de cravo (representando o elemento ar), uma vela vermelha (representando o elemento fogo) e um copo de água (representando o elemento água).
Organize seu altar de acordo com a correspondência de elementos. O padrão é: Norte (terra), Sul (fogo), Leste (ar) e Oeste (água). Coloque o pentáculo no centro.

Acenda o incenso e a vela.

Você não precisa lançar o círculo mágico se não desejar. Se quiser um meio-termo, sente-se e visualize um círculo de luz azul ao seu redor. Quando achar que estiver bom, diga:

“Eu invoco a Deusa e o Deus para que abençoem os instrumentos que consagrarei neste rito.
Eu os dedicarei ao trabalho com a Arte.
Eu invoco os espíritos dos quatro elementos da Natureza para que estejam presentes neste rito,
trazendo sua força e proteção.
Abençoados sejam!”

Segure o instrumento que deseja consagrar e toque-o no pires com sal, dizendo:

“Eu consagro este instrumento pelos poderes da Terra.
Que toda a sua memória seja anulada, pois de agora em diante você está dedicado aos trabalhados sagrados da Magia. Que assim seja e que assim se faça, para o bem de todos”.

Passe agora o instrumento na fumaça do incenso e diga:

“Eu consagro este instrumento pelos poderes do Ar.

Que toda a sua memória seja anulada, pois de agora em diante você está dedicado aos trabalhados sagrados da Magia. Que assim seja e que assim se faça, para o bem de todos”.

Passe agora o instrumento na chama da vela e repita:

“Eu consagro este instrumento pelos poderes do Fogo.
Que toda a sua memória seja anulada, pois de agora em diante você está dedicado aos trabalhados sagrados da Magia. Que assim seja e que assim se faça, para o bem de todos”.

Respingue um pouco de água no instrumento e diga:

“Eu consagro este instrumento pelos poderes da Água.
Que toda a sua memória seja anulada, pois de agora em diante você está dedicado aos trabalhados sagrados da Magia. Que assim seja e que assim se faça, para o bem de todos”.

Eleve o seu instrumento e diga:

“Pelos poderes dos céus e da luz eu o consagro e o dedico à Arte da Grande Mãe!”

Toque o seu instrumento no chão e diga:

“Pelos poderes do submundo e das trevas eu o consagro e o dedico à Arte da Grande Mãe!”

Sopre no seu instrumento e diga:

“Pelo meu próprio poder eu o consagro e dou vida com este sopro para que você responda apenas a mim, me ajude e me proteja. Que assim seja e que assim se faça, pelo bem de todos”.

Desfaça o círculo de maneira habitual ou, se você apenas visualizou-o, feche novamente os olhos e veja-o se dissipando lentamente. Diga:

“O círculo de luz e poder está aberto, mas não foi quebrado.
Eu agradeço á Deusa e ao deus por suas bênçãos,
Eu agradeço aos espíritos dos elementos que trouxeram as suas bênçãos.
Vão em paz”.

Seu instrumento mágico está consagrado. Guarde-o com cuidado ou coloque-o junto aos outros em seu altar. Alguns bruxos acreditam que se alguém que não seja da Arte ou não tenha intenções sinceras e pouco confiáveis, deve-se realizar outro ritual para consagrar novamente as ferramentas. Siga sua intuição.

  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: