Início > Tradições Wicca > Tradições Wicca

Tradições Wicca

Tradições Wicca

Bom pessoal, agora que vocês já fizeram algumas escolhas. Vamos passar a conhecer as tradições que existem na Wicca. Primeiro irei explicar o que é um Coven. O Coven nada mais é um grupo de treze bruxos que fazem rituais juntos e trocam diversas idéias e trabalhos.
Ligada á uma Alta Sacerdotista e um Alto Sacerdote eles juntos fazem magias, encantamentos e rituais juntos, inclusive comemoram juntos os Sabaths e Esbaths. Não é nada fácil montar um Coven, primeiro que a ligação entre todos os membros deve ser de extrema irmandade, todos os bruxos devem estar muito ligados e não ter segredos. O grupo não pode passar de treze pessoas, isso é prioridade.
Vamos as tradições???Tradição 1734: Tradição Britânica que admite um monte de idéias consideradas ecléticas. Foi inspirada nas idéias do poeta Robert Cochrane, um auto-intitulado bruxo hereditário que se suicidou através da ingestão de uma grande quantidade de beladona. 1734 é usado como um criptograma (caracteres secretos) para o nome da Deusa honrada nesta tradição.

Alexandrina: Tradição popular que começou nos arredores da Inglaterra em 1960 e foi fundado por Alex Sanders. Parecida com a Wicca Gardneriana, possui algumas mudanças menores e emendas. A maioria dos rituais são formais e embasados na Magia Cerimonial. A Sacerdotista é elevada á autoridade máxima.

Britânica: Possuidora da hierarquia e graus, os rituais são baseados na tradição Celta e na Wicca de Gardner.

Wicca Céltica: É uma tradição bastante ligada á terra, com enfoques na natureza, os elementos e elementais. Muitas “bruxas verdes” e adeptos do Druidismo seguem este caminho, centrado no panteão Céltico antigo e em seus Deuses e Deusas.

Calledoniana ou Caledonni: Ás vezes chamada de tradição Hecatina, essa tradição tenta preservar os antigos festivais dos escoceses.

Picta: Seus bruxos são em geral solitário e seu enfoque prático é basicamente mágico, possuindo poucos elementos religiosos e filosóficos.

Alta Magia: Conhecida entre os bruxos também como bruxo cerimonial, é a magia mais tradicional, seguindo rituais cabalísticos, egípcios e gregos em sua mancia.

Diânica: São seguidores de Diana, que assume o lugar da Deusa, no alto do panteão de deidades.

Georgina: Criada por George Patterson, que se auto intitulou como sendo “Sumo Sacerdote Georgino”. É uma tradição eclética que mistura todos os rituais e conceitos das outras tradições.

Ecletismo: Seus seguidores estão livres para pegar um pouco de cada coisa que lhes pareça útil ou interessante de ser estudado. É uma tradição livre que admite praticamente qualquer coisa que funcione, o que tom o seu seguidor um bruxo ralo (estudou pouco) ou um bruxo extremamente poderoso (estudou muito).

Tradição das Fadas (Faery Wicca): Trabalha com elementais, o que não é nenhuma novidade para quem lida com Wicca. Seus ritos e conhecimento tiveram origem entre os antigos povos da Europa da Idade do Bronze, que ao migrarem para as colinas e altas montanhas, devido ás guerras e invasões, ficaram conhecidos como Sides, Pictos, Duendes ou Fadas.

Gardneriana: Foi fundada na Inglaterra por Gerald Gardner no ano de 1950. Gerald B. Gardner é considerado o “avô” de toda a Nova Wicca e muita gente afirma que foi ele á inventar o termo Wicca, o que não pode ser provado. Os rituais são feitos com as pessoas nuas e muitos de seus praticantes se julgam os únicos e verdadeiros descendentes do Paganismo purista.

Hecarina: Bruxos que buscam inspiração em Hécate, e tentam reconstruir e modernizar os rituais antigos á adoração á esta Deusa. Algumas vezes é chamada de Tradição Caledoniana e/ou Caledonni.

Bruxo Hereditário ou Familiar: É uma espécie de máfia. Quem ta de fora não entra e quem ta dentro não sai. A bruxaria aparece entõ como herança e é preciso ter um bruxo ancestral na família para seguir a arte.

Satânica: Não existe.

Wicca Saxônica: Fundada em 1973 por Raymond Buckland, escritos de diversas obras vivendo seu momento gardneriano na época. Ele ajudou a popularizar o caminho solitário e auto-iniciação.

Caminho solitário: Alguém que sente á vontade de seguir o caminho sozinho, assumindo a tradição que mais lhe agrada e toca seu coração, ou fazendo uma salada mista das tradições juntas. Os bruxos solitários costumam se encontrar em festivais com Sabbaths e Esbaths.

Strega: Começou ao redor da Itália em 1353. Strega era como chamavam as bruxas na Itália e acreditava-se que elas viravam vampiros e corujas.

Anúncios
  1. Tiago ventura marins
    fevereiro 17, 2013 às 9:44 am

    Adorei o site me ajudou muito que a deusa esteja com todos nos e que ela sempre abencoe esse site

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: